O que é Anencefalia Fetal

O Brasil está enfrentando uma polêmica grande sobre a Anencefalia Fetal, e por isso, muitas pessoas estão procurando saber mais informações sobre o problema, para poderem opinar sobre o assunto. Vendo isso resolvi falar um pouco sobre a doença e alertar as futuras mães da importância de um pré-natal bem feito e um acompanhamento médico de qualidade.

A Anencefalia, diferente do que o nome pode sugerir, não é caracterizada pela ausência total do encéfalo (lembrando que o encéfalo é um conjunto de estruturas anatomicamente e fisiologicamente ligadas e não somente o cérebro.), mas sim danos das mais diversas formas e graus a ele. Por isso quando se diz que um feto possui a anencefalia o próximo passo é saber a gravidade do problema e só assim determinar a extensão do mesmo.

O que é Anencefalia Fetal

A anencefalia é basicamente uma má formação caracterizada pela ausência parcial do encéfalo e da calota craniana. Geralmente surge nas primeiras semanas de gestação. Como foi dito a doença pode caracterizar a ausência total ou parcial do cérebro e o cerebelo e como surge logo nas primeiras semanas de gestação é possível de ser detectada com um simples exames de ultrassom realizado nos exames de pré-natal a partir das 12 semanas de gravidez.

Anencefalia

Infelizmente a doença é fatal e leva TODOS os bebês a morte. Até hoje, em todas as fontes que pesquisei, não existe um único relato sequer que uma criança portadora da Anencefalia Fetal tenha sobrevivido fora do útero da mãe por tempo justificável.

Mães que possuem diabetes têm seis vezes mais probabilidades de ter filhos com o problema. Por isso antes de tentar engravidar é importante que realize um check-up completo para saber se sua saúde está em dia.

Outro fator que ajuda a formação de fetos com Anencefalia é o uso de medicamentos sem o conhecimento médico. Outro fator de risco e a idade da futura mamãe, caso ela seja muito jovem ou com uma idade muito avançada o problema possui uma maior chance de se apresentar.

Infelizmente como essa é uma doença fatal e a expectativa de vidas dos fetos, já que eles nunca desenvolvem cérebros e muito menos consciência, é mínima e raramente ultrapassa as primeiras horas de vida.

Digite seu e-mail abaixo e receba as novidades nele. É Grátis

Já sã o mais de 129.859 mil assinantes!



Tags:,

Por: Renato Tavares
Postado em: Saúde
Nenhum Comentário
nenhum comentário
    Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!
Comente
  • obrigatório
  • obrigatório | não será divulgado
  • opicional | sujeito à filtro